Por que devemos agir agora?

Por que devemos agir agora?

A participação dos pacientes é essencial para reduzir a carga económica, social e emocional das doenças do coração no mundo inteiro e para ajudar a melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem com esta condição.

 

É comum que não exista um diagnóstico, ou que a doença seja detectada nos últimos estágios e os pacientes não recebam o tratamento mais adequado para a condição deles.

 

Nós temos a certeza de que esta situação deve mudar. As pessoas com doenças cardíacas merecem uma melhor qualidade de vida, atendimento e acesso aos tratamentos médicos existentes.

 

Nós estamos comprometidos em criar uma Rede Mundial de Organizações de pacientes que deem assistência, melhorem a qualidade de vida dos pacientes e o acesso que eles têm aos serviços médicos nos seus países.

 

As organizações de pacientes locais têm uma função vital na hora de atingir uma mudança tangível. Em nível mundial, nós podemos definir a gravidade do problema, mas não podemos solucioná-lo sozinhos. Devemos juntar perspectivas locais e unir   forças com as organizações de pacientes, a comunidade médica e os governos de todo o    mundo.

 

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo. A cada ano morrem mais pessoas devido às doenças cardiovasculares do que por outra causa.

 

Estima-se que em 2012, 17,5 milhões de pessoas faleceram por esta causa. Isso é um 31% de todos os óbitos registrados no mundo. Dessas mortes, 7,4 milhões foram devido à cardiopatia coronária, e 6,7 milhões aos AVC.

 

Acima de três quartos dos óbitos por doenças cardiovasculares acontecem em países de renda baixa e média.

Dos 16 milhões de mortes de pessoas com menos de 70 anos, por doenças não transmissíveis, um 82% acontece em países de renda baixa e média, e um 37% é devido às doenças cardiovasculares.

 

A maioria das doenças do coração podem ser prevenidas através de ações dirigidas aos fatores de risco comportamentais como o consumo do tabaco, as dietas não saudáveis, a obesidade, a falta de atividade física, o consumo nocivo de álcool, e implementando estratégias para toda a população.

 

Para as pessoas com doenças cardiovasculares ou com alto risco de padecê-las (por causa da presença de um ou mais fatores de risco como a hipertensão arterial, o diabetes, a hiperlipemia ou alguma doença do coração já diagnosticada) são fundamentais a detecção precoce e o tratamento cedo, através da orientação ou da   administração de medicamentos, segundo o que for necessário.

 

Bem-vindo

Cadastre-se agora | Esqueceu sua senha?

Ha olvidado la contraseña

Indique su nombre de usuario o dirección de correo electrónico. Recibirá un link por correo electrónico para crear una nueva contraseña.

Assine a Newsletter


E-mail