Colesterol

O colesterol é uma substância gordurosa que o organismo produz naturalmente; o fígado produz a maior parte do colesterol e as concentrações variam em grande medida pela alimentação.

O corpo precisa do colesterol para funcionar adequadamente, pois o utiliza para produzir hormônios, vitamina D e substâncias que ajudam na digestão. Contudo se tiver muito colesterol no sangue, ele se acumula nas paredes das artérias, causando uma doença conhecida como aterosclerose, que aumenta o risco de problemas cardiovasculares.

O colesterol circula no sangue através de substâncias chamadas de lipoproteínas. Quando as lipoproteínas aumentam, se depositam nas paredes das artérias e bloqueiam o a circulação do sangue. É por isto que o colesterol elevado torna-se o principal fator de risco da doença cardíaca.

Tipos de colesterol

É importante saber que existem dois tipos de colesterol: o de alta densidade ou colesterol HDL, e o de baixa densidade ou colesterol LDL.

Colesterol LDL

É conhecido como “colesterol ruim”.Este colesterol pode formar placas de gordura nas paredes arteriais e bloquear o fluxo do sangue para o coração e o cérebro.

Colesterol HDL

É conhecido como “colesterol bom”.Este colesterol ajuda a eliminar o excesso do colesterol no corpo.



Como saber se tenho colesterol alto?

O único jeito de conhecer os níveis de colesterol é através de uma análise de sangue simples. Essa análise mede três tipos de gordura no sangue: o colesterol HDL (bom), o colesterol LDL (ruim) e os triglicerídeos. Este último é um tipo de gordura encontrado na corrente sanguínea e no tecido adiposo; os triglicerídeos causam o endurecimento e estreitamento das artérias. Frequentemente quando o colesterol se eleva, também se elevam os triglicerídeos.


OS NÍVEIS ALTOS DE COLESTEROL E TRIGLICERÍDEOS AUMENTAM O RISCO DE DESENVOLVER UMA DOENÇA CARDÍACA.


Se recomenda fazer um exame de colesterol nas condições indicadas pelo médico, segundo o estado de saúde do paciente.

Os seguintes fatores poderiam indicar que você precisa fazer uma análise:

  • Você é um homem acima de 45 anos.
  • Você é uma mulher acima de 55 anos ou na pós-menopausa.
  • Você sofre de uma doença do coração, diabetes, ou pressão arterial alta, ou tem algum parente que sofre algumas destas condições.
  • História familiar de morte súbita antes dos 55 anos em pai ou irmãos, e antes dos 65 anos em mãe ou irmãs.
  • Ter uma circunferência de cintura acima de 94 cm para homens, e acima de 80 cm para mulheres.
  • Fumar ou ter fumado no último ano.
  • Ter disfunção erétil.
  • Histórico familiar de doenças do coração ou derrame cerebral.

Como entender os resultados dos níveis do colesterol?

Os resultados da análise do colesterol incluem as seguintes informações:

  • Colesterol HDL (bom): é bom ter um número alto.
  • Colesterol LDL (ruim): é bom ter um número baixo.
  • Triglicerídeos: não é bom ter um nível alto.

O médico é a única pessoa que deve e pode interpretar os resultados para o paciente. Geralmente o médico analisará os resultados da análise de sangue em conjunto com fatores de risco, prontuário médico e saúde atual do paciente.
*Seu médico poderá lhe ajudar a estabelecer os níveis ideais, baseados no seu perfil clínico e os riscos para sua saúde.

Estes dados podem orientar você:

Colesterol total:

  • Desejável: menor que 200 mg/dl
  • No limite: entre 200-239 mg/dl
  • Alto: 240 mg/dl ou mais

Colesterol LDL (o “ruim”):

  • Menor que 70 mg/dl: ótimo para pessoas com risco cardiovascular alto
  • Menor que 100 mg/dl: ótimo para pessoas com risco cardiovascular
  • 100-129 mg/dl: quase ótimo
  • 130-159 mg/dl: no limite
  • 160-189 mg/dl: alto
  • 190 mg/dl ou mais: muito alto

Colesterol HDL (o “bom”):

  • Menor que 40 mg/dl: os níveis consideram-se baixos, o risco cardiovascular aumenta
  • 40-59 mg/dl: os níveis consideram-se desejáveis
  • 60 mg/dl ou mais: melhor, tem maior proteção cardiovascular

Triglicerídeos:

  • Desejável: menor que 150 mg/dl
  • No limite: 150-199 mg/dl
  • Alto: 200-499 mg/dl
  • Muito alto: 500 ou mais

Complicações associadas



Altos níveis de colesterol não apontam uma doença, mas eles são um fator que pode aumentar o risco de sofrer uma doença grave como:


  • Infarto
  • Acidente Vascular Cerebral

Mudanças no seu estilo de vida vão lhe ajudar a prevenir ataques cardíacos e a controlar os níveis de colesterol no sangue.



Tratamento

Em alguns casos, a dieta e o exercício não são suficientes para baixar e manter níveis desejáveis de colesterol. Todos os casos são distintos e em alguns deles a intervenção de tratamentos farmacológicos é necessária para baixar as altas concentrações de colesterol no sangue.

Para esta situação existem vários tratamentos, e é só o médico quem pode ajudar você a decidir que medicamento é o ótimo, com base no prontuário do paciente.

A seguir, apresentamos uma lista de tratamentos comuns para o controle do colesterol:

  • Estatinas

    As estatinas bloqueiam uma enzima que o fígado usa para produzir colesterol. Como resultado, o fígado produz menos colesterol LDL (colesterol ruim), o qual é recolhido da corrente sanguínea. Ao reduzir os níveis de LDL, baixamos também o níveis de triglicerídeos e aumentamos os níveis de colesterol HDL (colesterol bom). Este é o tratamento mais usado para a redução e absorção de colesterol.

  • Inibidores na absorção de colesterol

    Os inibidores ajudam a reduzir o colesterol LDL e o colesterol total no sangue. Eles inibem a absorção de colesterol no aparelho digestivo, reduzindo assim a quantidade de colesterol absorvido dos alimentos.

  • Sequestrantes de ácidos biliares (resinas)

    Os sequestrantes reduzem o colesterol LDL. O corpo utiliza o colesterol para produzir a bílis, que é um ácido empregado na digestão. Estes medicamentos se juntam à bílis para que o corpo não possa utilizá-la no processo de digestão, como resultado, o fígado produz mais bílis; quanto mais produz, mais colesterol ele precisa. Deste jeito a corrente sanguínea fica com menor quantidade de colesterol.

  • Ácidos fíbricos (fibratos)

    São empregados para reduzir os níveis de triglicerídeos. Os fibratos desintegram os triglicerídeos a fim de que o corpo os utilize de outro jeito, abaixando assim os níveis de triglicerídeos e aumentando o colesterol HDL.

  • Niacina

    Ajuda a aumentar o colesterol HDL (colesterol bom) e abaixar o colesterol LDL (colesterol ruim), influenciando os triglicerídeos. A niacina é uma forma de vitamina B que deve tomar, caso seu médico indique, para reduzir os níveis de colesterol.

  • Inibidores de PCSK9

    Eles são prescritos quando a dieta e outros medicamentos não foram suficientes para baixar o colesterol. Estes inibidores ajudam o fígado a reduzir o colesterol total, o LDL (ruim) e os triglicerídeos no sangue, e eles tem influência no aumento do colesterol bom.

É muito importante que todos os pacientes estejam sob supervisão médica e tomem unicamente o medicamento prescrito pelo médico, na forma e dose sugeridas por ele. Os pacientes devem comparecer às consultas médicas e fazer os exames médicos solicitados. Além disso, eles devem ter um estilo de vida mais saudável, com uma alimentação equilibrada e exercício.

Quais alimentos têm um maior impacto na minha saúde?



Os alimentos processados, com maior saturação de gorduras, também são muito altos em calorias, sódio e açúcar.


As gorduras saturadas aumentam o colesterol LDL ou colesterol ruim no sangue. Uma dieta equilibrada, sem saltar refeições, evitar períodos de jejum prolongados, moderar as porções das refeições, evitar excessos e reduzir o consumo de alimentos processados contribuem para manter uma vida mais saudável.



Como reduzir os fatores de risco?

A fundação canadense “Heart&Stroke” recomenda as seguintes ações para as pessoas com colesterol alto ou para pessoas que querem preveni-lo:

  • Coma equilibradamente, evitando alimentos com gorduras saturadas:
    • Acompanhe suas refeições com legumes frescos.
    • Coma grãos integrais como arroz e quinoa.
    • Escolha carnes magras, como frango sem pele, e adicione peixe na sua dieta pelo menos duas vezes por semana.
  • Adicione mais legumes nas suas refeições e escolha, na medida do possível, pratos vegetarianos e alimentos sem açúcar:
    • Evite sobremesas ou bebidas açucaradas.
    • Faça lanches saudáveis: frutas, legumes e alimentos baixos em gordura como maçãs e queijo baixo em gordura.
  • Tente cozinhar em casa mais frequentemente, assim você poderá escolher alimentos naturais baixos em gordura. Além disso, você poderá curtir do tempo ao lado da sua família enquanto prepara suas refeições.
  • Quando prepare suas refeições, lembre-se de reduzir a quantidade de açúcar e de sal.
  • Reduza o número de vezes que você come fora em restaurantes ou buffets. Caso você planeje comer fora, escolha lugares onde usem legumes frescos, e evite carnes processadas, compartilhar porções muito grandes ou levar para sua casa comida para o dia seguinte.
  • Tente atingir e manter um peso saudável. O sobrepeso e a obesidade fazem com que o corpo acumule mais gordura e colesterol.
  • Faça exercício regularmente, assim você pode aumentar seus níveis de colesterol HDL (colesterol bom), emagrecer e reduzir o risco cardíaco.
  • Caminhe, ande de bicicleta, nade ou faça caminhadas diárias de 25 ou 30 minutos.
  • Evite fumar. Fumar aumenta o risco de infarto e reduz os níveis de colesterol HDL (colesterol bom). Quando você deixar de fumar, numas semanas, esses níveis se estabilizarão e o colesterol bom aumentará. Da mesma forma, controle sua pressão arterial, os níveis de açúcar no sangue (diabetes) e reduza o estresse.

Dicas de alimentos

Dica Tipo de alimento
Escolha alimentos ricos em Ômega 3 e gorduras poliinsaturadas Salmão, sardinha, truta e
óleo de Canola.
Coma com moderação Milho, óleo de cártamo ou girassol, amendoins, margarina, nozes, frutos secos com sal, vinagretes com óleo ou azeite, abacate.
Coma porções menores Sal, açúcar, gorduras trans, alimentos como linguiça, salsicha, fígado, salame, mortadela, chocolate e bebidas açucaradas.
Evite esses alimentos Gorduras trans em donuts, biscoitos, croissants, bolos, muffins, comida rápida e alimentos fritos.

Bem-vindo

Cadastre-se agora | Esqueceu sua senha?

Ha olvidado la contraseña

Indique su nombre de usuario o dirección de correo electrónico. Recibirá un link por correo electrónico para crear una nueva contraseña.

Assine a Newsletter


E-mail